Por ora não falta carne, só faltam clientes

Por ora não falta carne, só faltam clientes

Sem tanta margem quanto as grandes redes varejistas para segurar preços, os comércios de pequeno porte são os que mais repassaram preços até agora. 
 
A reportagem do Estadão visitou sete estabelecimentos, entre supermercados de grande porte e pequenos açougues de São Paulo, nesta sexta-feira e a conclusão do consumidor é sempre a mesma: a carne não está cabendo no orçamento doméstico.
 
Diferentemente dos anos anteriores, as carnes sumiram dos folhetos de ofertas dos supermercados na Black Friday, repara a consumidora. “Pelo menos tem desconto no carvão e na cerveja e vai dar para manter o churrasco de domingo.” 
 
Apesar das queixas do consumidor, segundo o presidente da Associação Paulista de Supermercados (Apas), Ronaldo dos Santos, o varejo ainda não repassou todo o aumento de valor. “Se o preço do boi continuar nesse patamar na semana que vem, no entanto, o comerciante não vai mais conseguir segurar todo o aumento dos preços, e a tendência é que o cliente acabe mesmo tendo de optar por outros tipo de proteína".
 
Fonte: Estadão - 30/11/2019
Voltar ao Topo