Supermercados na era digital

Supermercados na era digital

A era digital traz uma competição mais pesada entre os supermercados, acompanhar as tendências tornou-se mais importante do que nunca.
 
Mas a Retail Store Tours, uma organização sediada em Nova York que oferece experiências de consultoria mostrando como os varejistas inovadores estão direcionando o tráfego para suas lojas, diz que pode ajudar.
 
“Ao realizar consultoria pra centenas de lojas e formatos de varejo no ano passado, descobrimos os fatores vencedores no varejo hoje, incluindo treinamento de funcionários, ambiente de varejo, uso de tecnologia, modelo de negócios, design de loja, gerenciamento de clientes, história da marca, conceito único, toque humano e mudança ”, disse o fundador e CEO da Retail Store Tours, Dan Hodges.
 
Alguns varejistas estão fazendo esses "fatores vitoriosos" bem, de acordo com a Retail Store Tours, e os supermercadistas podem aprender com eles. Vamos começar com “o toque humano”. De acordo com a Retail Store Tours, a Apple Stores contrata associados de vendas com base em sua gentileza e os avalia com base na empatia do cliente. O varejo da Microsoft contrata vendedores que são ao mesmo tempo divertidos e informativos. Vale ressaltar que dois dos principais varejistas de tecnologia estão focados na forma humana de atendimento como uma estratégia de negócios.
 
A tecnologia de envolvimento do cliente que interage com os compradores na loja é uma jogada vencedora, afirmou a Retail Store Tours. Os associados de vendas da Apple usam softwares de gerenciamento de clientes que aumentam a capacidade de resposta aos clientes, resultando em satisfação e mais tempo na loja. Além disso, o conceito de loja Amazon Go da Amazon revela os passos em direção a uma experiência de compra e venda. Os clientes, que precisam ter o aplicativo de smartphone Amazon Go instalado, passam um código no dispositivo. Nesse momento, o sistema de câmeras e sensores da Amazon os rastreia pelos corredores, cobrando um cartão de crédito por itens que eles levam depois sair.
 
Varejistas construídos para capitalizar sobre comportamentos e tendências de consumidores que mudam rapidamente também estão ganhando, de acordo com a Retail Store Tours. O futuro pertence aos pioneiros e sua capacidade de adaptar seus modelos de negócios. Story é um exemplo de uma loja que muda toda a sua oferta de produtos muitas vezes durante o ano. A loja Nike é outro exemplo em que os clientes podem comprar on-line e pegar na loja em seu próprio armário seguro.
 
 
Fonte: https://storebrands.com/how-grocers-can-win-retail

RECEBA NOVIDADES

Voltar ao Topo